Um passeio pelo ID Fashion em Curitiba

06:28:00


O ID Fashion, idealizado pela Federação das Indústrias do Paraná, está na sua primeira edição e já dá para dizer que foi uma iniciativa de sucesso. Ontem e hoje (28 e 29 de outubro), estudantes de moda, estilistas, fashionistas e blogueiros interagem e curtem cada espaço criado para as marcas e artistas locais no MON (Museu Oscar Niemeyer), um dos principais pontos turísticos da cidade.

Estive ontem (dia 28) no evento e fiquei impressionada com a quantidade de pessoas. É tão difícil acontecer eventos de moda aqui em Curitiba que, quando tem, o pessoal vai em massa. Aí a gente logo percebe que estamos carentes deste tipo de evento. Fica a dica, prefeito, governador e demais políticos de plantão! (desabafo)



Visitei as estandes das marcas participantes do evento. Adorei conhecer um pouco mais do que é atual na moda paranaense. Marcas que pensam na sustentabilidade, que querem inovar e acrescentar algo a mais do que a simples ideia de criar uma roupa/acessório para se vestir.

A ideia do ID Fashion foi reunir marcas com identidade própria, incluindo os segmentos de moda feminina premium, jeanswear, camisaria, underwear, comfortwear, infantil e acessórios. Algumas destas marcas são adeptas do movimento Slow Fashion (ou moda lenta), na contramão da produção de roupas massivas e de baixa qualidade, o slow fashion defende a criação de peças atemporais, feitas à mão, com tecidos naturais e duráveis além da produção em baixa escala e em locais que funcionam mais como ateliês do que como indústrias.




Achei super bacana o Lounge Desapego + Design. Ali você se desapega de qualquer objeto que depois junto aos demais virará uma obra de design. Eu no momento só tinha este bilhete de loteria na bolsa para me desapegar. (sorte de quem jogar nestes números e ganhar...)

Além de lounges, no evento havia um espaço de experimentação de moda, no qual as pessoas acompanharam as etapas de criação e produção de uma roupa, e também um espaço de intervenção artística.



O evento contou com a presença de Alice Ferraz, a top e chiquérrima fundadora do F*hits, plataforma referência de moda na internet. Ela falou sobre a moda atual, as conquistas e os novos desafios. Eu como uma fã do trabalho da Alice, prestei atenção em todas as informações e dicas desta grande empreendedora.


E lá fui eu enfrentar a fila para o desfile da NovoLouvre, o primeiro da noite. Não foi fácil, depois de um atraso básico e uma bagunça de pessoas furando a fila (sempre tem), consegui entrar.




Mas antes de tudo acontecer, consegui tirar fotos de algumas modelos com a make e cabelo do desfile. Um visual conceitual tudo a ver com a identidade das roupas da marca.






O desfile foi lindo! Um cenário tipicamente brasileiro, com bossa e cores quentes, e modelos desfilando roupas despojadas, confortáveis, mas ao mesmo tempo elegantes. Recortes, decotes num contraste entre tecidos leves como a seda e os pesados como a malha e tricôs. Nas roupas, predomínio de cores neutras dando destaques pontuais no laranja.

Depois de algumas horas entre filas e esperas, este foi o único desfile que assisti. Valeu a pena! O evento está imperdível para aqueles que amam moda! E que venham novas iniciativas como esta para fortalecer a moda paranaense!

Você também poderá gostar

1 comentários

  1. Oportunidade maravilhosa de conhecer e valorizar artistas do mundo da moda.A questão sustentabilidade como La Vie expressa em sua matéria,despertando o senso crítico da importância sustentabilidade num momento em que a questão social ecológica esta plenamente em evidência.

    ResponderExcluir